O que é a dequada no Pantanal?

Fenômeno é sempre motivo de preocupação para quem visita o bioma

O que é a dequada no Pantanal? Dentro do ciclo de cheia e seca dos rios, no período de vazante a vegetação aquática morre e dá lugar à vegetação terrestre. Durante a enchente, a água passa a cobrir a planície gradativamente, em lâminas d’água muito rasas, deixando a vegetação submersa.

É quando ocorre a decomposição de toda essa matéria orgânica, proveniente das plantas aquáticas mortas e das terrestres. À medida que aumenta a inundação, os produtos da decomposição são levados para os lagos (“baias”), córregos (“corixos”) e rios.

O processo de decomposição é tão intenso, que a atividade de oxidação da matéria orgânica pelas bactérias é capaz de consumir todo o oxigênio dissolvido (OD) na água e liberar o dióxido de carbono livre (CO2 livre).

A dequada é um fenômeno que sempre preocupa quem vai visitar o Pantanal (Foto: Pepe Mélega)

Durante a dequada, baixas concentrações de OD (que passam de valores entre 6 e 7mg/L e chegam até a completa anoxia ou 0,0mg/L) e altas de CO2 livre (sendo que os valores considerados normais, entre 5 e 10mg/L, passam a valores 20mg/L, chegando a atingir até 100mg/L), são muito limitantes para os peixes. De acordo com a intensidade e o tempo de duração, esse fenômeno pode matar toneladas de peixes.

Fonte: Embrapa – MS