2   +   8   =  

Quais são os tipos de linha de pesca que existem?

Monofilamento, multifilamento e fluorcarbono são os modelos mais encontrados nas carretilhas e nos molinetes

Em geral, dois tipos de linha de pesca são as mais usadas: a monofilamento e a multifilamento. Porém, em pescarias com iscas soft aparece um terceiro tipo, que é cada vez amis o fluorcarbono. Este também é empregado na confecção de líderes.

Monofilamento

O monofilamento é um único fio, normalmente de náilon, de confortável manuseio e de grande elasticidade.

Por muito anos foi a linha mais usada pelos pescadores, mas vem perdendo espaço para as linhas de multifilamento. Muitos pescadores ainda a usam, porque o preço do carretel é bem mais acessível.

Existem modelos de linhas que ficam camufladas dentro d’água e aquelas que melhoram a visualização do pescador conforme sua coloração.

A elasticidade dessas linhas as torna menos sensíveis e menos eficientes nas fisgadas; por esse motivo são menos usadas com as iscas softs.

O monofilamento é o tipo de linha de pesca mais popular. Sua versatilidade agrada qualquer pescador

Multifilamento

São confeccionadas por diversos fios trançados. A matéria-prima mais utilizada em sua fabricação é o poliéster (PE). Esse tipo de linha, ao contrário da mono, praticamente não possui elasticidade e tem uma resistência maior, quando comparada com a linha de náilon de mesmo diâmetro.

A pouca elasticidade a torna ideal para o uso com as softs, especialmente pela sensibilidade, pelas respostas imediatas nas fisgadas e pelo pequeno diâmetro, que ajuda no trabalho das iscas de fundo.

As multifilamentos estão cada vez mais populares e são usadas em diversas pescarias

Fluorocarbono

Com a evolução do material para pesca de black bass, vieram as varas, os pesos e os anzóis. E , no ponto de vista de muitos pescadores, o grande divisor de águas foram as linhas de fluorocarbono, pois possuem peso, baixa elasticidade e menor visibilidade dentro da água, proporcionando mais sensibilidade e rapidez ao pescador na hora de identificar a batida do peixe, por mais sutil que seja.

É uma linha que tem melhor resistência a abrasão que o mono, também é um pouco mais rígida do que os monofilamentos, além de afundar.

Essa característica faz muita diferença na pesca de fundo, especialmente quando temos correnteza e vento. Quando usamos a multifilamento nessas situações, a linha costuma ficar muito frouxa, porque é facilmente levada pela corrente, diminuindo bastante a sensibilidade. Já o peso do flúor faz a chamada “barriga positiva”, em que o flúor afunda em linha reta entre você e a isca, mantendo a sensibilidade.

O “fluorocarbon” tem a vantagem de ficar invisível na água. Porém, o preço do carretel não costuma ser convidativo