7   +   2   =  

Pescaria de dourado na vara de bambu

Com equipamento simples, foi possível fazer uma boa pescaria perto de Cuiabá (MT)

Por Júlio Yamamoto

Para descrever esta pescaria de dourado na vara de bambi, precisamos falar antes do local onde foi realizada. O Rio São Lourenço nasce no município de Campo Verde, a 150 km de Cuiabá, em Mato Grosso. Então recebe vários pequenos afluentes, cruza o município de São Pedro da Cipa e se encontra com o Rio Vermelho, o qual atravessa a cidade de Rondonópolis.

E segue cortando o Pantanal, tornando – se um de seus principais afluentes. Muitas vezes confundido com o Rio Cuiabá, o São Lourenço tem 672 km de extensão e deságua no Cuiabá, de onde segue até se encontrar com o Rio Paraguai, motivo da confusão entre os dois cursos de água.

O equipamento da pescaria tem que ser muito bem escolhido, pois são utilizadas varas de bambu de aproximadamente três metros. Caso sejam escolhidas varas muito pesadas, no final do dia não tem braço que agüente as batidas e brigas com o troféu. O anzol deve ser 6/0 a 8/0, para facilitar as fisgadas. Empregue uma pequena chumbada número 03 ou 04 e linhas de 1,00 mm no mesmo comprimento da vara para suportar o ataque.

Na região é costume utilizar um cordonê amarrado da metade até a ponta da vara, pois é normal se partir durante a briga e, utilizando esse recurso, as partes não se separam, havendo, então, mais chances de garantir uma foto com seu almejado troféu.

Com o barco à deriva (pesca de rodada), o auxílio de um piloteiro com bastante habilidade no remo e conhecimento do rio são fundamentais. Isto se dá porque que o corixo é bastante rápido e cheio de estruturas.

A pescaria é feita na batida, rodando com iscas brancas ou tuviras. Assim que a isca bate na água,, damos uma leve puxada para movimentá-la, atraindo, desse modo, o dourado quase à flor d’água. Muitas vezes presenciamos o ataque certeiro. As águas barrentas do São Lourenço são ideais para esse tipo de pescaria; os peixes não ficam tão ariscos e podemos margear bem o corixo.

O autor e um belo dourado pescado com vara de bambu