9   +   2   =  

Dicas para pescar bagres em pesqueiro

Espécies como pirarara, pintado e catfish foram introduzidas em pesqueiros e possuem hábitos bem peculiares

Por Alexandre Olo

Pescar bagres em pesqueiro é uma boa pedida. Leve em conta alguns detalhes, porque este desafio vai requerer atenção e dedicação.

Antes de lançar a isca é fundamental fazer uma leitura do local de pesca e identificar os  de maior potencial para a captura dos peixes. Os peixes de couro gostam de lugares perto de vegetação ou qualquer outro tipo de obstáculo, pontos mais profundos; já em lagos, é bastante comum ver perto do barranco, principalmente em regiões mais fundas, onde eles conseguem se esconder com facilidade. 

Ambos podem se pegos em lugares onde a água entra e sai do lago, locais onde a oferta de comida e a oxigenação é maior.  

Depois definir os pontos de pesca, é hora de escolher a isca mais adequada. Os dois peixes são carnívoros e se alimentam de exemplares menores. Lambaris, acarás e outros peixes pequenos que existam no local vão servir de isca. Eles podem ser presos ao anzol tanto vivos como em pedaços. 

Para o pintado, outra excelente opção é o minhocoçu, que deve formar uma volumosa “bola” de minhoca, atraindo atenção da espécie.

A pirarara é uma das espécies considerada “troféu” por frequentadores de pesqueiros