1   +   3   =  

Três anzóis para pescar traíra

Indicamos estes modelos para que você tenha o melhor aproveitamento

A pesca de traíra com iscas natural é uma das mais comuns e simples de ser feita. Por isso, para pescar assim, você deve escolher bons anzóis.

Esta pescaria pode ter sido, inclusive, a responsável pela iniciação na pesca de muita gente. 

Citamos três modelos de anzóis para que você possa ter o melhor desempenho nas fisgadas, seja empregando um peixe forrageiro (como o lambari) ou a minhoca. 

1)Wide gap 2/0 – Bastante empregado na pesca aos robalos, este anzol também vai muito bem com as dentuças. Fino e com alto poder de penetração, ele ajuda a manter a isca viva por mais tempo, o que, sem dúvida, a torna mais atraente.

2)Circle hook – Desde que seja empregado o de tamanho compatível, este anzol é uma excelente opção para evitar que a traíra engula o anzol e acabe sendo sacrificada. Lembre-se que com este modelo não devemos empregar força na fisgada, basta “firmar” a vara e deixar que o peixe se fisgue sozinho.

3)Maruseigo – Um verdadeiro clássico da pesca com iscas naturais também funciona muito bem, principalmente se o pescador pretende empregar minhoca. Fino e com excelente capacidade de penetração, é um aliado na hora de fisgar a rígida boca da traíra.

Estes são três bons modelos que você pode usar, “sem medo”, na pesca de traíras