2   +   1   =  

Pacu digno de recorde mundial acaba vendido a R$ 21,50 o quilo

Exemplar de 21 kg foi pescado próximo à ponte, com espinhel, no Rio Paraná

Por Lielson Tiozzo

Um pescador paraguaio pescou aquele que seria o novo recorde do pacu, depois de dez anos. O problema é que o peixe, que teria pesado 21 kg (16 kg já limpo), acabou abatido. A façanha se deu sobre a Ponte Internacional San Roque Gonzalez, que liga o Paraguai à Argentina, em Encarnación (PAR).

O pescador profissional Luis Ferreira deixou durante a noite diversos espinhéis próximos da ponte sobre o Rio Paraná. Na manhã seguinte, ele e seu amigo Angel Maidana, capturaram grandes exemplares, sendo um de 21 kg e outro de 6 kg.

Mesmo desviscerado, o maior peixe já tinha credenciais de recorde. Isto porque o exemplar recordista tem 10.21 kg e foi capturado na Bolívia, em 2008.

A IGFA poderia homologar o pacu capturado no Paraguai, desde que fosse pescado com vara e linha. Tampouco poderia ter sido abatido, segundo a regra atual.

Em entrevista aos veículos locais, Ferreira fez “mistério” sobre o tipo de isca usada.

“Empreguei uma mistura. Mas não posso contar para vocês. Isto é meu segredo. Cada pescador tem sua isca”, discursou.

O quilo de cada pacu sairá por 35 mil guaranis, o equivalente a R$ 21,50. Os pescadores passaram um número telefônico durante a entrevista. “O primeiro que ligar, leva”.

Pacu gigantesco foi pescado próximo à Encarnación (PAR), no Rio Paraná (Reprodução Central Santa Rita de Noticias)