1   +   1   =  

Dicas gerais para embarcar o peixe com segurança

Desde que usado adequadamente, o boga grip não faz mal algum para o peixe

Por Pepe Mélega

Para embarcar o peixe com segurança, devemos nos preocupar também com nossa integridade. Tenho ouvido criticas ao uso de alicates de contenção do tipo boga grip para embarcar o peixe.  Acho injustas e por pura falta de conhecimento.

Minha opinião continua sendo que o bicheiro bem usado ainda é a melhor maneira de embarcar um exemplar, mas fura a cartilagem inferior do peixe – não sangra, a região  tem terminação nervosa e regenera muito rápido, mas para alguns é chocante. 

Já o alicate tipo boga grip se usado adequadamente, fixando na cartilagem inferior da espécie é menos evasivo, mas também pode provocar perfuração. Em menor escala, mas pode. 

Quando o peixe estiver perto do barco, não recolha a linha mais que o tamanho do caniço. Para a aproximação do peixe apenas leve o conjunto (caniço, carretilha, linha e isca) para  o lado oposto, e note que não estamos de frente para o peixe e sim aproximadamente a 45º – posição confortável que permite um virada rápida caso a isca escape na hora de embarcar garantido mais segurança ao pescador.

E na hora de embarcar, podemos pegar com a mão? Sim, mas pode remover muito muco do corpo do peixe e deixá-lo mais propenso a ter problemas. Isso também pode acontecer com o passaguá, apesar de haver  um novo material plástico que têm se mostrado muito eficaz em relação a retirada do muco.

Entendam que não há uma super solução, quanto menos manusear-nos o pescado mais, menos problemas essa terá. Retirar a garateia e ou anzol dentro d’água soltando-o de imediato é a melhor forma, mas queremos ter uma foto de nossa captura, então use o alicate tipo boga grip da maneira mais rápida possível. 

Lembre-se de também preservar a sua integridade ao embarcar um peixe