10   +   6   =  

Dica para pescar com iscas artificiais no frio

Uma boa tática é escolher modelos que vibrem bastante, chamando atenção do peixe

Por Guilherme Monteiro

No frio, pescar com iscas artificiais se torna uma opção um pouco mais técnica. Nada, no entanto, que você deva desanimar. O peixe está lá. Basta acertar a estratégia e ser persistente.

É uma hora boa para substituir o barulho por vibração. Apostando em iscas metálicas como spinners e chatter baits, ao invés de plugs com ratlin mais forte e movimentos mais estridentes.

A tendência dos predadores é ficar mais letárgico. Ou seja, eles ficam mais parados sobre um determinado ponto. A vibração pode fazer com que se interesse mais pela isca, do que o barulho.

Uma isca com boa vibração simula uma presa já ferida. A qual não irá esboçar uma reação ou se esconder com rapidez. Daí o peixe pode captar esta mensagem e atacar. Seja para proteger um território, seja para garantir mais calorias e suportar a baixa temperatura.

Outra vantagem no uso destas iscas metálicas para a época é que podemos trabalhar mais ao fundo, com movimentos mais sutis e lentos.

Uma dica é utilizar um trailer bem volumoso para chamar mais a atenção, e repetir os arremessos.

Traíras podem atacar após várias tentativas num mesmo local, por exemplo.

Iscas com boa vibração podem atrair as traíras em dias mais frios