1   +   4   =  

Dois são multados em R$ 2 mil por pesca de 30 kg de peixes com rede

Segundo PMA, flagrante se deu quando homens ainda não haviam finalizado a pescaria. Maioria do pescado apreendido foi de tucunaré

Dois homens foram flagrados com 30 kg de peixes, sendo a maioria tucunarés, pescados com redes no Rio Sucuriú, a montante da Usina Souza Dias (Jupiá), em Mato Grosso do Sul. De acordo com a PMA, o flagrante se deu antes dos pescadores finalizarem a pescaria.

Os infratores, moradores de Itapura (SP), responderão por crime ambiental de pesca predatória. O uso de rede por amadores é proibido no local da pescaria. A pena é de um a três anos de detenção. Eles também autuados administrativamente e multados em R$ 2 mil (R$ 1 mil cada um). Todo o material que usavam foi apreendido.

“Fiscalizações preventivas dessa natureza são fundamentais para a prevenção à pesca predatória, tendo em vista o grande poder de captura e depredação dos cardumes, dos petrechos proibidos de pesca como esses apreendidos pelos policiais”, escreve a PMA.

“Além disso, há grande dificuldade de deter os autores, pois tais petrechos são armados em curto espaço de tempo e os pescadores não permanecem no rio durante a pesca, fazendo somente a retirada dos peixes, também em tempo bastante curto”, continua.

O tucunaré um peixe de destaque do turismo da pesca em Mato Grosso do Sul, sobretudo em Três Lagoas (MS). Existe uma vontade do segmento de estabelecer uma medida protecionista para a espécie, como a “cota zero” do transporte. O estado já planeja implementar a medida para todos os peixes a partir de 2020, apesar da forte resistência.