0   +   1   =  

Como fazer uma boa pescaria de ceva?

Existem alguns detalhes que somente quem está sempre no local da pescaria pode saber

O uso da ceva na pescaria é um recurso comum. E só consegue atravessar gerações porque sempre costuma render bons resultados. Mas, para que realmente funcione, o pescador deve conhecer muito bem o local para despejar o “trato”.

Numa viagem ao Rio Xingu, Roberto Conti descobriu como os guias locais fazem para atrair o pacu-prata. A espécie é bastante cobiçada para, na verdade, ser usada como isca viva na pescaria de bagrões, como o jaú.

O guia “Bolinha” explica que no Xingu as cevas mais usadas são o milho e a soja. Basta escolher o ponto correto, jogar alguns punhados e usar o que foi escolhido como isca.

Com tralha leve e uma montagem caprichada, inclusive com a escolha do chumbo e do anzol mais adequado, é possível passar horas fisgando os pacus. É um excelente “aperitivo” para uma outra pescaria mais bruta e também um dos atrativos do local.

Todas as explicações bem detalhadas você confere em mais uma produção inédita da Pesca & Companhia. Não deixe de se inscrever em nosso canal no YouTube e de ativar o “sininho” das notificações. Assim você fica por dentro de todas as nossas atualizações.