8   +   7   =  

Qual é o seu maior medo na pescaria?

Nossos staffs revelam quais são seus maiores temores mesmo num momento de lazer e tranquilidade

Qual é o seu maior medo na pescaria?

Saulo Nazion – Meu maior receio é sofrer um acidente, seja ele de qualquer espécie, na estrada, no barco ou manuseando o peixe. Acredito que o pescador deva ter cautela e cuidado em todos os seus atos, revisar a carreta e respeitar os limites de velocidade do reboque, não dirigir muito cansado ou com sono. Cuidar do barco antes e depois da pescaria, principalmente se for em água salgada. Manusear o peixe de forma correta, usando o alicate sempre que possível.  Em relação à segurança e cuidados, gosto de pecar por excesso.

Guilherme Monteiro – Meu maior medo é não pegar peixe e entrar numa furada. Para mim acaba frustrando todo um planejamento. Então, este é o maior dos pesadelos, apesar de toda a preocupação com a segurança também.

Alex Koike – Chegar no local e ficar doente, coisas que não temos controle. Levar a picada de algum bicho. Coisas completamente imprevisíveis. Imagine, igual aconteceu com o Bill Dance, uma cobra cair no barco e você ser mordido? Ele não foi, mas poderia ter acontecido.  

Juninho – Apenas relacionados à segurança, como pescar e navegar em águas bravas, nas corredeiras. Ventos em represas me preocupam também. O resto é mole!

Maicon Bianchi – Um medo é a ida para pescaria, temos que avaliar tudo, se o barco está ok, se o carro, o pneu, os cubos estão bons. Devemos andar sempre no limite das rodovias durante o transporte. Nas represas em que vamos pescar tucunarés, devemos ter muito cuidado com a navegação, porque existem tocos e galhos à deriva que podem causar acidentes.  

Pescadores revelam, afinal, qual é o grande “medo” que possuem numa pescaria