5   +   5   =  

Prefeitos se reúnem para implementar a cota zero no Rio Guaporé

Encontro no Tocantins ainda contou com a participação de vereadores e deputados; pesca profissional não seria incluída

Por Lielson Tiozzo

Prefeitos de diversas cidades estiveram reunidos para discutir a implementação da cota zero do pescado no Rio Guaporé, em Tocantins. A tendência é que a pesca profissional não seja incluída na medida.

O “1º Encontro de Prefeitos para implementação da Pesca Cota Zero” se deu em Pimenteiras (RO), a convite do prefeito local, Olvinvo Luiz Dondé (PDT). Vereadores e deputados também marcaram presença.

Para o deputado estadual Luizinho Goebel (PV), a cota zero seria importante para a preservação e também para o fomento do turismo. Ele destacou que a não inclusão dos pescadores profissionais na medida é um ponto “positivo”, já que “dependem da pesca para sobreviver”.

“Não vamos fazer um meio ambiente melhor se não fizermos o que estiver ao nosso alcance para dar sustentabilidade e a conservação ambiental de nosso planeta”, avalia Goebel.

O prefeito de Pimenteiras propôs o encontro para ouvir todas as opiniões sobre o tema que ele considera “muito importante”.

“É um encontro que veio para garantir o povoamento dos nossos rios, onde não tem mais peixe, e fomentar o turismo, gerando economia e desenvolvimento da região do Cone Sul do estado”, sugere Dondé.

Ele entende que não há risco da medida gerar desemprego na região. “Nós decidimos legislar para a pesca amadora, porque esse pescador pratica a atividade por lazer ou por desporto. Não mexemos na cota da pesca profissional, por que esse tipo de pescador sobrevive da pesca. Não estamos impedindo o pescador amador de pescar ou de levar o peixe para casa. A diferença é que ele não leva o peixe que ele pescou, ele vai poder comprar esse peixe da colônia dos pescadores”.

Agora cabe aos parlamentares elaborar o Projeto de Lei e seguir a tramitação, ou estudar a possibilidade de um decreto feito pelo Governo do estado.

Deputado Luizinho Goebel (PV) discursa durante o encontro sobre a cota zero no Rio Guaporé (Foto: Facebook/Luizinho Goebel)