3   +   3   =  

Pescar é um hábito humano de pelo menos 29 mil anos atrás

Redes teriam surgido antes dos anzóis e o fly pode ter começado na Macedônia, no Ano 200 Depois de Cristo, e assim é o “pai” da pesca com iscas artificiais

Por Lielson Tiozzo

Pescar é um hábito humano milenar. Não se sabe ao certo quando tudo começou, mas é possível fazer um cálculo se for levada em consideração uma descoberta de 2018.

Cientistas encontraram numa caverna da Coreia do Sul os indícios de que seres humanos usavam rede de pesca há pelo menos 29 mil anos. Isto pode ser uma prova de que as redes foram inventadas antes do anzol e também sucederam a pesca com iscas artificiais.

A descoberta do que poderia marcar o surgimento da pesca se deu graças a pedras de calcário. Elas serviam para amarrar as redes e capturar pequenos peixes em locais com pouca profundidade. A determinação da idade do material se deu com o uso de carbono 14 . “A história da pesca com redes começou bem antes do que se pensava”, disse à agência AFP, o diretor do Museu da Universidade de Yonsei, Han Chang-gyun.

Em 2011, arqueólogos encontraram no Timor Oriental os primeiros vestígios esculpidos em conchas de 16 a 23 mil anos atrás daqueles que seriam os primeiros anzóis desenvolvidos por humanos. Cinco anos depois foram descobertos anzóis um pouco mais antigos, na Ilha de Okinawa, no Japão. Segundo um artigo científico publicado pelo periódico “Proceedings of the National Academy of Science” (PNAS), dos EUA, os materiais teriam pelo menos 23 mil anos.

Já a pesca com iscas artificiais também não começou “ontem”. Tampouco surgiu com o intuito vigente de pescar e soltar. Ainda que hoje não seja considerado popular no mundo todo, o pai de todas as modalidades é o fly ou pesca com mosca. A explicação mais conhecida relata que os macedônios teriam sido o primeiro povo a arremessar imitações de iscas com aparelhos de fly similares aos atuais, no Rio Astraeus. Isto teria se dado no Ano 200 Depois de Cristo, quando perceberam que os peixes saltavam d’água para comer insetos. A descoberta só foi possível graças aos registros de um macedônio conhecido como Aelian.

Existe um consenso na comunidade de pesca internacional que as colheres foram as pioneiras para a prática da pesca com arremesso, ou o “baitcasting”.

Não se sabe ao certo quando elas surgiram, mas existe uma lenda. Ela conta que um homem havia deixado uma colher cair n’água e percebeu que os peixes a atacavam. Seja pelo brilho, seja pelo formato que ao afundar imitava um peixe ferido. Ele decidiu acoplar um anzol e prontamente conquistou bons peixes.

A primeira produção em série da colher para pesca se deu apenas no final do Século XIX, pela empresa DarDevle, nos Estados Unidos.

Mosaico Romano produzido no Século II retrata a pesca feita no Rio Nilo milhares de anos atrás (Foto: Spectator.uk)