8   +   1   =  

Quais são os melhores pontos para pescar a pirarara?

Um dos destinos mais indicados para capturar a espécie é o Rio Araguaia

Pescar uma pirarara é o sonho de muitos pescadores. Alguns ficam satisfeitos com capturas em pesqueiros, mas tem aqueles que querem ir ao rio em busca de mais adrenalina. O Araguaia é o mais indicado e, por isso, leve em consideração algumas dicas para encontrar o seu troféu.

A pirarara é um peixe que frequenta desde as águas turbulentas de cachoeiras a até pequenas lagoas, grandes profundidades e rasuras em que ela mal cabe.

A estrutura do rio determina seu comportamento, que também sofre influência de acordo com o nível da água. No Araguaia, por exemplo, quando o rio está cheio, os peixes dessa espécie costumam ficar na divisa onde a água entra na mata e no leito do rio, acompanhando a subida dos cardumes. Quando o nível dele abaixa, a espécie prefere as margens, e, se forem cheias de galhadas, melhor ainda.

Este forte peixe de couro procura também os poços mais profundos e raramente nada distante das margens.

Outro local apreciado por ela são os bancos de areia; barrancos com desníveis (drop off) são os locais onde o rio vem espraiado e afunda de uma vez. É um peixe que pode ser pescado o dia todo, mas o final da tarde e começo da noite normalmente são os melhores horários.

Entre as caraterísticas mais marcantes das pirararas estão a coloração bem peculiar e a sua força. Pode atingir grandes proporções, chegando a 1,20 m e pesar 70 kg. Quando retiradas da água, emitem um som muito parecido com um esturro.

A pirarara é um dos peixes mais cobiçados por quem vai pescar no Rio Araguaia