2   +   10   =  

O que não pode faltar na tralha para pesca de praia

Quem gosta de pescar com o pé na areia e a brisa do mar no rosto deve sempre ir bem preparado

Por Vladimir Ferreira

A tralha para a pesca de praia deve ser escolhida com critério. Ao contrário de outras modalidades, não contamos com infraestrutura de apoio para as nossas pescarias. Sendo assim, não podemos nos atentar para muitos detalhes que acabam ficando por conta dos operadores.

Para a grande maioria, a preocupação às vezes fica concentrada na pescaria em si, ou seja, equipamentos, acessórios, iscas, etc. Porém tudo isso pode ser programado e providenciado com antecedência. As minhas grandes preocupações são com as questões de segurança, saúde, praticidade, deslocamento até os pontos de pesca mais distantes.

No quesito segurança, eu acentuo a questão da integridade física e material, no que diz respeito a assaltos. Desse modo, procuro sempre buscar informações sobre isso com moradores locais, mesmo que as praias sejam em zonas urbanas.

Ainda no item segurança, é importante saber interpretar as condições climáticas e possíveis alterações repentinas, evitando ventos fortes, descargas elétricas e chuvas pesadas, principalmente com queda de granizo.

Com a saúde, as preocupações são para que não faltem alimentos apropriados e líquidos, que possam suprir as nossas necessidades, inclusive até com certa folga, sempre levando lanches naturais, frutas, isotônicos como água de coco e água, todos acondicionados em caixas térmicas com gelo.

Ainda sobre isso não podemos nos esquecer da proteção da pele, utilizando bloqueadores solares eficazes, óculos de sol, que comprovadamente possuam filtros contra raios UV’s, proteção para a cabeça (boné, chapéu, etc.), guarda-sol e/ou abrigos provisórios.

Para os longos deslocamentos, quando necessários, recomendo a utilização de mochilas apropriadas para caminhada, com alças largas e confortáveis e que se prendem também na cintura, carrinho de praia, porta- varas e porta- esperas.

Também sempre gosto de levar um pouco de água doce em um balde, caso tenha que lavar algum equipamento que possa ter caído na água salgada/areia, lavar as mãos e para que, no fim da pescaria, ainda possa servir para dar uma limpada em algumas coisas.

Nunca deixe também de levar alguns sacos plásticos para acondicionar tudo que vai ser descartado, mantendo o local limpo. Se possível, até mesmo juntando a eles algumas coisas que estejam por perto e que não sejam biodegradáveis, tais como garrafas pet, isopor e vidro.

Na pesca de praia o pescador muitas vezes precisa improvisar um ponto de apoio