3   +   8   =  

Final de semana é o último antes do fechamento da pesca em Mato Grosso

Até o dia 31 de janeiro de 2020 a pesca estará proibida no estado por conta da piracema. Até lá, cota zero do transporte do pescado pode ser implantada pelos próximos cinco anos

Por Lielson Tiozzo

O último final de semana de setembro marca também o último antes do fechamento da pesca em Mato Grosso. A partir do dia 1º de outubro até o dia 31 de janeiro começa o período do defeso nos rios do estado por conta da piracema – o ciclo reprodutivo dos peixes.

Esta será a quarta vez consecutiva que Mato Grosso adere a um período de piracema diferente dos demais vizinhos. Em Goiás e em Mato Grosso do Sul, por exemplo, a proibição começa em novembro e vai até fevereiro.

O Conselho Estadual de Pesca (Cepesca) tem uma justificativa científica. Estudos teriam comprovado que o ciclo reprodutivo dos peixes começa em outubro e já teria terminado em janeiro.

Mesmo com a proibição, o assunto deve movimentar os parlamentares e a comunidade pesqueira no estado. Isto porque a temporada de 2020 pode ter novidades. O Governo estadual propôs o estabelecimento da cota zero do transporte do pescado já a partir da próxima abertura. A medida seria válida por cinco anos.

O Projeto de Lei divide opiniões, sobretudo de empresários ligados ao setor. Enquanto uns querem a proteção, outros entendem que existe o risco da perda de turistas interessados em levar o peixe pescado para casa.

Diversas audiências públicas se deram em cidades distintas. E nelas ficou clara a existência de forte pressão para que o texto não seja aprovado. A votação deve se dar até o final deste ano.

Pescadores terão neste final de semana a última oportunidade de pescar em Mato Grosso em 2019