4   +   9   =  

Soltura mal feita provoca morte de robalos

Levantamento da FWC, nos Estados Unidos, aponta que a falta de cuidado de pescadores mata até 27 mil robalos por ano na região. Saiba o que fazer para cuidar da espécie!

Por Lielson Tiozzo

Você, adepto do pesque e solte, se preocupa com a maneira de soltar o robalo capturado? Não é de qualquer maneira. Porque, segundo um levantamento da FWC (Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida), pelo menos 27 mil robalos acabam morrendo por ano na Flórida (EUA) devido à soltura mal feita. Destaca-se: este dado é de apenas peixes que teriam sido devolvidos à água por pescadores esportivos.

O robalo possui mandíbulas frágeis. Qualquer manuseio equivocado pode provocar lesões. Além disso, muitas vezes, ele acaba engolindo a isca artificial ou o anzol, o que provoca infecções e dificuldade para se alimentar. Na Flórida ainda existe um agravante: muitos pescadores não se dão conta e fazem a soltura próxima a recifes. Sendo assim, tubarões se aproveitam para devorá-los.

De olho nisso, o site Salt Strong enumerou três regras para a soltura da espécie e que serve muito bem para a pescaria no Brasil.

1 – Não segure o robalo apenas pela mandíbula

Se você fizer isso, como já citado, poderá quebrá-la facilmente. Sempre o apoie com suas duas mãos, a fim de equilibrar o peso. Também não faça uso de bicheiro para manipulá-lo.

Existem apenas duas exceções para segurar o robalo pela mandíbula: os juvenis, que pesam gramas, e, obviamente, se a sua intenção é consumir o pescado. Respeite a cota neste caso.

2 – Não desloque o peixe para frente e para trás

Muitos pescadores, com a melhor das intenções, movem os robalos para frente e para trás, os segurando pelo rabo. A ideia é oxigená-lo , antes de liberá-lo. No entanto, este é um erro. O peixe não faz este movimento naturalmente e então para quê devemos fazê-lo? O correto é colocar o robalo lentamente n’água com a cabeça direcionada para a corrente. Espere que o próprio animal dará sinais de recuperação e então deixe-o.

3 – Mãos secas !

Esta é a regra mais simples. Nunca manuseie o robalo com as mãos completamente secas. Sempre a umedeça. A camada leve de lodo no corpo é essencial para o peixe combater os parasitas e permanecer saudável. E se esse lodo é esfregado por mãos humanas, ele não volta a crescer da noite para o dia.

Com estes três passos você vai ajudar a evitar a mortalidade dos robalos e continuará pescando em seus points favoritos.

Robalos encontrados mortos numa praia da Flórida por, possivelmente, não terem sido soltos corretamente