0   +   7   =  

Dez regras gerais para obedecer em pesque-pague

Cada estabelecimento tem suas regras particulares, porém, existem pelo menos dez que são “convencionais” e servirão em todo lugar

Cada pesque-pague tem suas próprias regras sobre capturas e solturas. Mas existem algumas que podemos classifica-las como convencionais. Funcionam em quaisquer estabelecimentos e podem sempre ser empregadas para assegurar uma boa pescaria.

Conhecê-las e respeitá-las é fundamental. Observe algumas dicas de segurança para manter o peixe vivo:

1- Amassar bem as fisgas dos anzóis;

2- Não usar garateias (a menos que seja na isca artificial, e se o local permitir empregá-las);

3- Evitar o uso de alicates pega-peixe, usando sempre um puçá.

4- Caso queira pesar seu troféu, usar o gancho da balança direto no puçá;

5- Nunca coloque o pé no peixe para dominá-lo;

6- Fotografar de modo rápido e seguro;

7- Caso o peixe engula o anzol, cortar a linha rente à sua boca;

8- Não levantar os peixes de couro pelo rabo;

9- As guelras são partes delicadas do peixe. Em hipótese alguma coloque os dedos ou as mãos nas guelras, pois se elas sangrarem o peixe irá morrer;

10- Respeite sempre o que é proposto pelo pesqueiro. Se proibir a linha multifilamento por algum motivo, tenha a monofilamento à disposição.

O pesque-pague é um local que proporciona um belo dia de pescaria; respeite as regras!