5   +   10   =  

Pescaria na Represa de Itaipu tem estrutura e bons peixes

Represa formada por conta da construção da maior hidrelétrica do mundo é um bom destino de pesca

Por Alexandre Dick

Se existe um local próximo a minha casa para pescar e que considero meu quintal, este lugar se chama Represa de Itaipu, situada no oeste paranaense próximo a várias cidades. Vivo em Medianeira (PR) e minha família em Santa Helena (PR), cidade próxima ao lago, cerca de 60 km. Além de Santa Helena, locais como Santa Terezinha de Itaipu, Itaipulândia, Missal estão ainda mais perto e todos os destinos oferecem rampas públicas muito bem estruturadas para soltar barco e sair em busca dos tucunarés de Itaipu. O aeroporto mais próximo fica situado na cidade de Foz do Iguaçu (PR).

Aqui na região a gente encontra tanto o tucunaré-azul quanto o amarelo, e que na represa alcançam seus 50 cm com facilidade, podendo chegar até os 60 cm. Além disso, outros peixes como piauçus, traíras e corvinas também costumam ser bastante procurados.

Existem algumas estruturas de pesca, porém ainda pouco difundidas. Apesar disso, a população local costuma frequentar bastante Itaipu com barcos próprios e por possuir acessos públicos e seguros, a pescaria normalmente fica bastante em conta.

Pesco normalmente com meu barco, porém existem pousadas em que a diária completa com hotel, alimentação e pescaria custa aproximadamente R$ 700 para uma dupla.

As melhores épocas para a pescaria em Itaipu são nos meses mais quentes. Porém, ao meu ver, nos meses de entrada de inverno é quando costuma sair os maiores com mais frequência.

Particularmente classifico o veranico de maio (após a primeira frente fria do ano) como uma das melhores datas, pois os peixes comem bastante. Outra época tradicional seria a primavera, quando encontramos casais com uma coloração bastante peculiar e exuberante.

O equipamento aconselhável para a região seria: varas entre 1,60 e 1,90 m de comprimento, indicadas para linha de 14 lb. Carretilhas de perfil baixo abastecidas com linha de 30 lb. Iscas variadas entre 6 e 9 cm de comprimento, além dos tradicionais jigs e soft baits (iscas de silicone).

A Represa de Itaipu é um dos locais onde o tucunaré-amarelo pode ser capturado em boa quantidade