2   +   2   =  

Os equipamentos para pescar jaú, cachara e pintado no Pantanal

Estes três peixes de couro podem ser considerados os protagonistas da região

A pesca de bagres no Pantanal é uma das favoritas de quem vai para lá. Alguns dos peixes de couro que figuram como protagonistas são o pintado, a cachara e o jaú. Quais seriam os equipamentos para pescá-lo?

Cachara e pintado

Estes são, sem dúvida, os peixes de couro mais “queridos” do Pantanal. Vale usar uma vara de 6´ a 7´ para linhas de 25, 30 ou até 40 lb. O fio pode ser de monofilamento (de 0,40 mm a 0,50mm) ou de multi (de 40 a 60 lb), vai do gosto, mas preocupe-se bastante em fazer um empate de aço flexível.

As tuviras ou os peixes vivos usados como isca certamente atrairão outros predadores “dentuços”, daí a necessidade de se preocupar com a ruptura da linha. O chumbo deve ser adequado à profundidade do rio em que estiver pescando. O anzol deve ser de 5/0 a 8/0.

Jaú

Aqui o sistema é bruto. Menosprezar um jaú é certeza de ter a linha quebrada. Dependendo do porte dos animais encontrado na região, você pode pensar numa vara para linhas de 40 lb (para peixe menores, ou de até 80 lb (para peixes extremamente grandes). Uma boa medida são varas de 50 ou 60 lb de resistência.

A linha preferencial é a de monofilamento de uma boa espessura – a partir de 0,50 mm. As de multi são indicadas também, mas não se esqueça de providenciar uma bem “forte”, no mínimo de 60 lb. Use anzóis 10/0 e não se esqueça de empregar um empate de aço de 30 lb.

Lembre-se que quando usar isca viva poderá atrair outros predadores, como dourados e piranhas, os quais fatalmente cortam a linha se não haver uma precaução.

A pescaria de pintado pode ser feita com tuviras e o equipamento deve ser bem equilibrado