10   +   7   =  

Como surpreender o peixe na pescaria desembarcada com artificiais?

O pescador deve ou não se aproximar da margem? Como fazer? Confira boas dicas para ter sucesso

Por Guilherme Monteiro

Na pescaria desembarcada é natural querermos chegar bem próximos da água para arremessar. Dessa forma a gente consegue melhores ângulos e conseguimos pinchar a distâncias maiores.

Porém, nos períodos de maior calor, essa atitude pode ser um erro. Os raseiros aquecem primeiro e o peixe gosta de estar ali, seja pelo conforto térmico ou mesmo para espreitar suas presas.

A vibração dos passos pode ser sentida de muito longe, por este motivo, uma boa dica é sempre começar a pinchar mais de longe, evitando que o predador perceba sua presença antes mesmo da artificial cair na água.

Os arremessos paralelos às margens também são muito eficazes para tanto, aproveitando uma região sempre muito próspera dos lagos.

O pescador muitas vezes tem a falsa sensação de que é preciso muita distância nos tiros para ter ações, e isso nem sempre procede. Seja sútil na abordagem, apresente primeiro a isca, antes de denunciar sua presença ali.

A pescaria desembarcada proporciona excelentes jornadas, mas o pescador precisa ficar atento