3   +   7   =  

Como entender os sinais da água para se dar bem na pescaria

Preste atenção nas condições d’água para tomar certas decisões

O pescador deve saber interpretar os sinais da água na pescaria. Porque ela revela muito sobre o ponto de pesca.

A maioria das espécies busca ficar próxima a alguma estrutura para facilitar a captura de suas presas, por proteção, para descansar ou outro motivo, sendo possível dizer que elas praticamente chegam a morar nelas.

Porém, há alguns peixes que não possuem uma ligação tão forte com as estruturas, esse é o caso daqueles que vivem em corredeiras. O comportamento delas é o de nadar em busca dos melhores pontos para caçar suas presas, como é o caso das matrinxãs, bicudas e cachorras.

Em lugares em que existe algum tronco, pedra ou outra estrutura, o peixe normalmente fica por perto do remanso, aproveitando que a corrente estará mais fraca para descansar.

No entanto, existem lugares onde não há estruturas perceptíveis. Nesses lugares, geralmente o peixe fica na zona em que a água mais lenta, que pode ser provocada por vários motivos, inclusive uma mudança na estrutura do barranco, se encontra com a mais rápida. Você consegue visualizar esse ponto pelos riscos que a mudança de velocidade da água faz, na superfície.

Ilustração: Márcio Bolzon