0   +   8   =  

Explore o cantinho quando usar iscas artificiais nos pesqueiros

Descubra onde passar sua isca artificial para fisgar os predadores nos pesqueiros

Por Alex Koike

Muitas vezes os lagos dos pesqueiros são artificiais e desprovidos de estruturas. Predadores como as traíras, black basses, tucunarés, peixes territorialistas que normalmente elegem um ponto para ficar, costumam ficar nas “esquinas” dos lagos.

Esses lugares nos pesqueiros costumam ser pontos de passagem dos pequenos peixes. E possuem boas características para os predadores se camuflarem também.

Para atrair o predador existe um monte de opções de iscas artificiais. Desde os modelos de superfície até as iscas de fundo. Mas geralmente, as de fundo, trabalhando de maneira lenta, por mais tempo no mesmo ponto, costumam ser bastante produtivas.

Mas lembre-se de um detalhe. Para fazer este tipo de pescaria com sucesso, escolha um dia com menos movimento. Porque qualquer barulho estridente ou mesmo uma passada mais firme pode espantar o peixe destes pontos.

E mesmo em seu deslocamento, procure ser sutil. O peixe pode até estar “acostumado” a presença humana, já que vive nestes ambientes, mas por alguma razão fica arisco.

O emprego de uma vara mais longa pode ajuda-lo a executar arremessos a partir de pontos mais distantes. Além disso, também permitirá uma melhor fisgada, por conta do maior poder de alavanca.

Outro ponto: consulte se o pesqueiro permite o emprego de isca artificial. Alguns estabelecimentos, por algum motivo especial, desautorizam esta prática. Então, não vale se tornar um inconveniente.

Os cantos dos lagos de pesqueiros podem reservar boas surpresas. Aproveite! (Ilustração de Márcio Bolzon)