8   +   6   =  

Homem é multado em R$ 2 mil por guardar peixes pescados na piracema

Flagrante de pesca predatória se deu graças a denúncias que levaram policiais até uma fazenda em Ponta Porã (MS)

Por Lielson Tiozzo

Um funcionário de uma fazenda em Ponta Porã (MS) foi flagrado com 47 kg de peixes oriundos de pesca predatória durante a piracema. Por este ser um período de proibição da pesca, ele acabou multado em R$ 2 mil e agora responderá o processo por crime ambiental. Ele pode ser condenado a cumprir pena de até três anos de detenção.

De acordo com a Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul, o flagrante foi possível graças a denúncias. O homem estaria fazendo a pesca predatória em pleno período de defeso no Rio Dourado. Em seguida, armazenava os peixes no freezer de sua casa, numa fazenda.

“No freezer da residência do infrator havia 45 kg de pescado da espécie pintado e 2 kg da espécie curimbatá, alguns exemplares ainda frescos, que o pescador havia capturado no período proibido, confirmando a denúncia. O pescado e o freezer foram apreendidos”, escreve a PMA, em nota.

A PMA informa que possui um canal para receber denúncias de crimes ambientais, como o da pesca predatória. Para comunicar qualquer suspeita, basta ligar para (67) 3357-1500. Este número é da capital, Campo Grande (MS), mas há o direcionamento para as subunidades. Os telefones de cada região podem ser encontrados na “Cartilha do Pescador”.

Peixes pintados durante a piracema estavam no freezer de uma casa de fazenda (Foto: PMA/MS)