7   +   4   =  

Emissões de licença de pesca aumentam 46% no Amazonas

Ipaam divulga que em 2019 mais pessoas se interessaram em praticar pesca esportiva no Estado

Por Lielson Tiozzo

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) registrou um aumento de 46% de emissão de licenças de pesca para a região. Foram 2021 carteiras em 2019, contra 1382 em 2018. O Estado é conhecido pela pesca dos maiores tucunarés do mundo e também por peixes de couro.

No Amazonas a licença de pesca regional é divindade em duas categorias: esportiva e recreativa. A primeira dá o direito do pescador soltar o pescado e permanecer credenciado pelo período de pesca. Já a segunda também assegura o direito de pesca e concede o direito de transportar 5 kg de pescados.

No ano de 2018, das 1.382 carteiras de pesca emitidas, 895 foram para a modalidade esportiva e 487 para a modalidade recreativa. Já no ano de 2019, das 2.021 emissões, 1.691 foram para a modalidade esportiva e 330 para a modalidade recreativa.

O diretor-presidente do Ipaam, Juliano Valente, o aumento se deu graças ao incentivo à pesca esportiva em Amazonas.

“O crescimento foi em função da divulgação que o Instituto tem feito, principalmente junto aos organizadores de torneios de pesca”, avalia.

O objetivo de Amazonas ao exigir uma licença local é conseguir mensurar a quantidade de pescadores e estabelecer políticas de melhorias no turismo.

Como obter a Licença

Por meio do site sistemas.ipaam.am.gov.br, o pescador poderá solicitar a carteira de pesca, no item “Carteira de Pesca Amadora”. Após o preenchimento das informações, será gerado um boleto, que deve ser pago no banco informado em até 48h. Caso a pescaria aconteça antes do prazo necessário para gerar a licença, o pescador deve portar a guia de recolhimento quitada, acompanhada da carteira de identidade.

Em caso de dúvidas, o setor responsável atende em horário comercial por meio do número (92) 98429-4370 (Whatsapp).

O tucunaré-açu é um dos peixes mais procurados pelos pescadores esportivos que vão ao Amazonas