9   +   5   =  

Quando usar isca artificial metálica para pescar traíra

Uma situação interessante é quando encontramos um ponto com nível d’água reduzido

Por Guilherme Monteiro

Existe uma infinidade de iscas artificiais nas lojas. Para pescar traíra, a maioria funciona muito bem. Cada uma tem sua época mais apropriada. Muitos pescadores têm dúvidas sobre quando usar a isca artificial metálica. Essa categoria inclui as iscas chatter bait, colher, spinner bait, jigs e outras. Uma boa sugestão para o uso é quando nos deparamos com o nível d’água reduzido. Por que?

Com a diminuição do nível d’água a pesca fica complicada. O oxigênio diminui e os alimentos estão mais concentrados. Isso se agrava nos períodos de calor e com pouca chuva. O resultado é fatal: peixes manhosos e lentos.

O uso de iscas metálicas pode ser uma boa solução para pescar traíra, pois a vibração pode ser um atrativo capaz de fazer o peixe atacar. Chatter Bait e Spinner Bait são muito eficazes neste tipo de situação, assim como os jigs e as colheres.

Com menos água, a tendência dos peixes é de se posicionarem mais ao fundo, onde a água está mais fria, já que no verão, além da diminuição do nível d’água, também temos a temperatura mais elevada da superfície.

A traíra muitas vezes ataca por se sentir intimidada ou provocada. Estas iscas acabam produzindo reflexos n’água que permitirão uma melhor localização por parte desta predadora.

Lembre-se de empregar um equipamento compatível. Varas mais compridas irão facilitar o arremesso às distância e também permitirão um melhor poder de alavanca para a fisgada. O emprego de líderes com linha de fluorcabono e mesmo o de empate com aço flexível também são aconselhados, uma vez que a traíra possui dentes bem afiados. Uma mordida bem dada nos fios da multifilamento ou mesmo no náilon e pronto, tudo perdido.

As traíras são manhosas e quanto mais repertório o pescador apresentar, mais chances terá de pescá-la