10   +   3   =  

Recorde da traíra no fly completa 4 anos, segundo IGFA

Um detalhe: exemplar recordista da categoria tippet 8 lb pesa praticamente o dobro do que é considerado o “mais pesado”

Por Lielson Tiozzo

O recorde da traíra no fly, na categoria tippet 8 lb, completou quatro anos. A IGFA celebrou a data por meio de suas redes sociais.

De acordo com a IGFA, o pescador Richard Hart capturou uma traíra de 8.53 kg Rio Rewa, na Guiana. O recorde foi homologado em 23 de janeiro 2016. Ele teria usado o equipamento compatível com o da categoria recordista e precisou de 25 minutos para vencer o duelo.

Um detalhe é que este recorde obtido no fly supera o do exemplar da categoria All Tackle (mais pesado). O peso da traíra de Hart pode ser considerado praticamente o dobro.

Há quase quatro anos o brasileiro Robison Cris Brito fisgou uma traíra de 4.26 kg no Rio Iguaçu, no Paraná, usando isca artificial. Na época ele pleiteou o título na categoria All Tackle. Como foi aceito pela IGFA, Brito é o dono do recorde da espécie Hoplias spp.

Outra curiosidade é sobre o pescador Hart. Ele possui o recorde da traíra no fly nas categorias tippet 2, 4, 6, 12, 16 e 20 lb. Os que não foram conquistados na Guiana se deram no Rio Kabelbo, no Suriname. No total, ele já teve 113 recordes, sendo que 38 deles ainda estão vigentes.

Tippet é a parte mais fina do líder em uma montagem de fly, a que vai em contato direto com a isca. Por isso que sua espessura pode fazer a diferença numa captura e merece atenção para determinar um recorde.

NOTA DA REDAÇÃO: Alguns leitores podem questionar que a espécie apresentada é um trairão e não uma traíra. No entanto, a IGFA a registrou como traíra, porque assim a foi apresentada.

O recordista em questão também possui outras grandes capturas de traíras (Foto: IGFA)