0   +   6   =  

O que você precisa saber sobre a carretilha considerada rápida

Confira uma dica do multicampeão estadunidense Kevin VanDam sobre o emprego de carretilhas velozes na pescaria

Devo sempre usar carretilha rápida? Na realidade, existe uma boa dica dada por Kevin VanDam, o maior campeão de torneios de bass da atualidade, que é a seguinte: usar carretilhas rápidas para iscas quem sejam trabalhadas com toques de varas e as de recolhimento lento para iscas de recolhimento contínuo.

A velocidade rápida vai ajudar a recuperar a linha ao final de cada toque, já o modelo de velocidade mais lenta tem mais torque, sendo recomendada para o uso de crankbait. Agora, para uma carretilha mais lenta repetir o mesmo efeito de uma mais rápida, vai exigir de você muito mais esforço.

Hoje em dia, essas carretilhas mais rápidas são uma tendência de mercado. Antes de serem lançadas, passam por exaustivos testes. Portanto, não se preocupe com esse detalhe.

O que, afinal, é uma carretilha rápida? É aquela que oferece uma relação de recolhimento elevada. Existem modelos hoje no mercado que tem 9.0:1, 10.1:1 e entre outros.

E o que significam estes números? O primeiro é a quantidade de voltas do carretel. O segundo tem a ver com a fração de uma volta do carretel. Já o terceiro é a quantidade de voltas dada pela manivela.

A carretilha mais rápida é melhor empregada quando ao usar uma isca de superfície, por exemplo, o pescador precisa de agilidade para recolher o excesso de linha. Assim, quem vai em busca de tucunões da Amazônia acaba escolhendo modelos com estas características. Porque naquela região o grande lance está em atrair o peixe com uma isca de hélice.

Existe um importante conceito sobre o emprego de carretilha rápida para uma pescaria