Foto: Divulgação Assessoria de Comunicação/Funai

Funai promove workshop sobre Turismo de Pesca Esportiva em Terras Indígenas

Uma das propostas do workshop é a capacitação de condutores de pesca esportiva em Terras Indígenas

A Fundação Nacional do Índio (Funai) promoveu um workshop virtual para debater iniciativas de turismo de pesca esportiva em Terras Indígenas, uma forma de incentivar o etnoturismo e o ecoturismo no país. O encontro online, realizado na quinta-feira (28), contou com a participação do presidente da Funai, Marcelo Xavier, na abertura das atividades.

Um dos temas discutidos no encontro foi a promoção de atividades em áreas indígenas como uma ferramenta sustentável de etnoturismo, mantendo o foco no desenvolvimento econômico e proteção territorial. Para o presidente da Funai, as atividades desenvolvidas de forma responsável nas aldeias permitem aos indígenas auferir renda e melhorar suas condições de vida.

“Este evento é uma iniciativa da Funai para divulgar e discutir o turismo de pesca esportiva como uma importante ferramenta de etnodesenvolvimento nas aldeias, com foco no protagonismo das comunidades e no desenvolvimento econômico sustentável, sempre com respeito à cultura e à vontade de cada etnia” pontuou Marcelo Xavier.

Uma das propostas do workshop é a capacitação de condutores de pesca esportiva em Terras Indígenas. A ideia é promover estudos prévios, diagnósticos de impactos socioambientais e a capacitação das comunidades indígenas para a gestão dessas atividades. “Tenham certeza de que seguiremos firmes no propósito de levar dignidade às aldeias, por meio de um trabalho sério, comprometido e pautado no interesse público. Assim, esperamos caminhar para uma nova realidade: na qual os indígenas sejam, de fato, protagonistas da própria história”, conclui Xavier.

Pela Funai, também participaram do evento o coordenador-geral de Promoção ao Etnodesenvolvimento, Denis Raimundo de Quadros Soares, e a coordenadora de Geração de Renda, Elaine Quintella, entre outros servidores. O encontro também contou com lideranças indígenas, operadores de turismo de pesca e membros de instituições públicas com atuação no tema, como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Ministério do Turismo (MTur).

Lideranças indígenas Kamayura (MT), Mebengokré (PA), do Rio Negro (AM) e da Associação Indígena Pequizal do Naruvôtu (MT) apresentaram seus projetos locais, com foco no tema “Pesca Esportiva no Brasil: um olhar indígena sobre o turismo de pesca”. Ao fim da atividade, uma Mesa Redonda tratou sobre os desafios da gestão indígena nos projetos de turismo de pesca.

Turismo de pesca esportiva na Terra Indígena Pequizal do Naruvôtu

Em agosto de 2021, o presidente da Funai participou de uma visita técnica ao projeto de turismo de pesca esportiva da Associação Pequizal Naruvôtu, na Terra Indígena (TI) de mesmo nome, localizada nas cidades de Canarana e Gaúcha do Norte, estado de Mato Grosso. O objetivo da visita foi conhecer em detalhes a iniciativa, que é referência no segmento. O projeto de pesca esportiva na região é desenvolvido em parceria entre os indígenas e o setor privado, com apoio da Funai.

Morada das etnias Kalapalo e Naruvôtu, a Terra Indígena Pequizal do Naruvôtu integra o Parque do Xingu e abriga rica região pesqueira. No projeto de pesca esportiva, a circulação dos turistas se restringe à zona de pesca, sem qualquer contato com a aldeia. Entre os pontos de destaque, está a confluência dos rios Sete de Setembro e Kuluene, os quais formam o Rio Xingu, uma área considerada sagrada pelos indígenas Narovôtu.

Informações: Assessoria de Comunicação/Funai