10   +   10   =  

Empresário arremata atum em extinção por US$ 3,1 milhões em Tóquio

Tradicional Leilão do Ano Novo se deu no novo “mercadão” da capital japonesa

Um atum-rabilho de 278 kg foi vendido por US$ 3,1 milhões (quase R$ 12 milhões) no tradicional Leilão de Ano Novo do Mercado de Tóquio, no Japão. Vale lembrar que esta espécie de atum está em risco de extinção.

O comprador foi o presidente da cadeia de restaurantes Sushi-Zanmai, Kiyoshi Kimura. Ele, que acima de tudo, se denomina o “Rei do Atum”, pagou o preço recordista de 333,6 milhões de ienes. O que dobrou o recorde anterior de 155 milhões de ienes em relação a 2013.

“O preço era mais alto do que se pensava inicialmente, mas espero que nossos clientes comam este excelente atum”, comenta.

Empresário ostenta peixão arrematado em um de seus restaurantes
(Foto Kazuhiro NOGI / AFP)

Neste ano, no entanto, o leilão se deu num novo mercado, o Toyosu, agora considerado o substituto do radicional Tsukiji. O mercado antigo havia sido inaugurado nos anos 1930. Os lances, porém, começaram no horário antigo: pontualmente às 5h10. Diversos especialistas na carne do atum estavam presentes.

O governador de Tóquio, Yuriko Koike, disse, na mesma linha de entusiasmo: “Espero sinceramente que este mercado seja amado por muitas pessoas”.