1   +   5   =  

Pescaria de traíras no No Sinker

Descubra como uma simples montagem proporcionará mais oportunidades na hora atrair o predador

Traíras no No Sinker. O que é isso? Antes, fica a pergunta: quem nunca desejou ter uma segunda chance? Ainda mais quando estamos falando em pesca. Já imaginou ter uma nova oportunidade para fisgar o cobiçado troféu – sensacional, não é verdade?

Pensando justamente nesse detalhe, trazemos uma técnica que vai aumentar bastante as suas chances de captura: o No Sinker Back Slide. Apesar do nome complicado é muito simples.

Ele é uma derivação do No Sinker, que nada mais é que uma soft presa apenas a um anzol. Ela é muito usada entre os pescadores de black bass em lugares com muita pressão de pesca, pois nessas situações o peso vai deixar a aparência da isca e a sua ação menos natural.

O No Sinker ainda é muito versátil, sendo utilizado no fundo, na meia-água quando o predador está suspenso e até na superfície. É indicado para qualquer estrutura, terreno e estação do ano.

Some a essas características a ação back slide – afundar, deslizando para trás – e você terá um rig especial para as situação mais dificeis.

A vantagem dessa ação é proporcionar uma segunda apresentação da artificial ao predador. Se ele não atacar no primeiro momento, o peixe pode vir a investir contra a isca quando ela voltar ao seu encontro, atacando por reação. Outra vantagem é a de trabalhar a soft por mais tempo num mesmo local, provocando o predador.

Devagar e sem sustos. Saiba como atrair o predador mesmo em seu dia mais manhoso

Confira a íntegra desta reportagem na Edição 289 da Pesca & Companhia