8   +   5   =  

Como consertar isca artificial frog

O emprego de cola usada em construção é uma boa solução

Por Guilherme Monteiro

Quem utiliza as iscas do tipo frog invariavelmente as vê virarem frangalhos, principalmente para quem pesca as famigeradas traíras. Essas artificiais de borracha antienrosco são muito adequadas para fisgar as dentuças, principalmente em locais com vegetações mais densas.

O seu desgaste é provocado pelos dentes afiados, muitas vezes já nas primeiras horas. É possível aumentar a vida útil dos frogs fazendo remendos com cola, recuperando inclusive iscas bem velhas e rasgadas.

A melhor opção para isso é a Aquaterm da Tigre, originalmente usada para tubos para água quente. O diferencial em relação as do tipo super cola, é a manutenção da flexibilidade da isca, o que não ocorre com as colas instantâneas, que acabam ressecando e o conserto não dura nada.

Ao aplicar, ela é bem líquida e a secagem relativamente rápida, o que possibilita fazer a manutenção durante a pescaria. Sua cor é vermelha, e ela praticamente solda a região rasgadas, mantendo consistência original da isca, podendo esticar a borracha do sapo normalmente como se fosse novo. Não deixe de ter uma em sua tralha, isso pode salvar seu dia, pois aquele frog que está pegando pode deixar de nadar por causa dos rasgos.

O uso de cola ajuda nesta tarefa de consertar os frogs