3   +   4   =  

Molinete x carretilha: qual é melhor para peixe grande?

Dois dos nossos especialistas, Tuba e Juninho, opinam sobre este tema

Molinete ou carretilha: qual é melhor para peixe grande? A dúvida entre o uso dos dois equipamentos de mesma função deixa muitos pescadores aflitos. Na verdade, ambos funcionam em qualquer situação, mas podem oferecer vantagens em modalidades específicas.

Tuba indica carretilhas de perfil redondo, por causa do maior torque proporcionado pelo tamanho das engrenagens. E para o corrico, por terem freios mais precisos. Já para a pesca com jigs, o molinete se destaca pela facilidade no manuseio.

Tanto com molinete ou com carretilha, o pescador deve mesmo ficar muito atento à regulagem do freio. O correto é deixá-lo com 1/3 a ¼ da resistência da linha usada.

Por exemplo: se a linha for de 30 lb, o pescador deve regulá-lo para 7 lb mais ou menos. Com o uso do aparelho drag checker ou com o auxílio de um alicate fish grip ou balança. “Acredito que essa é a melhor maneira de ajustar o equipamento”, opina Tuba.

Regulado o aparelho, o pescador não deve se esquecer de fazer “o movimento de braço” para cansar o peixe mais rápido.

“Em alguns momentos, temos que forçar a parada total do movimento do peixe, para evitar que ele vá a locais cheios de estruturas perigosas”, lembra Juninho.

Cada equipamento tem sua vantagem para lidar na briga com peixe grande