2   +   3   =  

Por que não devemos dar ponta de vara para o peixe?

Trabalhe sempre com a vara num ângulo mais próximo de 45º a partir de sua cintura

Por que ouvimos dos pescadores experientes ou guias para nunca dar ponta de varas para o peixe? A explicação vem da necessidade de durante a “briga” manter a vara posicionada em um ângulo que permita sua plena funcionalidade.  Caso contrário, o pescador coloca em risco a linha, a carretilha ou o molinete.

O ideal é, a partir da própria cintura, manter a vara sempre no ângulo de 0 a 45º (como na imagem ao lado). Esta é a zona em que a vara irá executar a sua função de brecar o peixe, e fazer com que a linha e o restante do equipamento, inclusive o anzol, não tenham suas resistências comprometidas.

Menos de 0º, ou seja, dar a ponta da vara, a apontado para a direção do peixe, toda a força do animal será depositada diretamente na carretilha ou molinete, sem a intermediação da vara. 

Já ao contrário, acima de 45º, a vara ganha uma função similar a de um “guindaste”, já que está apenas rebocando o peixe fisgado e não há pressão alguma para controlar os movimentos do peixe. Neste caso, há risco de quebra do equipamento. 

Manter a ponta da vara a 45º é uma boa estratégia para não perder o peixe