5   +   4   =  

Recorde do piau está perto de completar duas décadas

Exemplar de apenas 2 kg foi pescado em rio do norte do Mato Grosso

Por Lielson Tiozzo

O recorde do piau vai completar 19 anos em 13 de setembro deste ano. Um exemplar de 2 kg foi capturado pelo brasileiro “Kdu” Magalhães em 2000, no Rio Coronel Vanique, no Mato Grosso, e ostenta o status de recordista “All tackle” na IGFA.

Magalhães, já falecido, é mais um daqueles colecionadores de recordes. Ele ainda possui cinco vigentes (incluindo o do piau) dos mais de 30 que já conseguiu. A maioria é de espécies de águas continentais e bastante cobiçadas pelos brasileiros.

O piau (Leporinus piau) está presente na maioria dos rios que formam a Bacia do Prata. É um peixe que se alimenta de vegetais e de restos de outros peixes. Seus principais predadores são os dourados e os grandes bagres. Por isso, muitas vezes, acaba virando isca viva para capturar estas espécies.

A captura do piau geralmente se dá com o uso de iscas naturais, como milho. O emprego de minhocas também é recomendado. A espécie se adaptou muito bem aos pesqueiros e costuma ser fisgada até mesmo com o uso de vara de mão. Aquaristas passaram a criá-lo, graças à facilidade de tratá-lo e por sua beleza.

Vale lembrar que o piau possui parentes próximos como a piapara e o piauçu, também muito apreciados pelos praticantes da pesca amadora.

O piau é um peixe arisco, mas encontrar um exemplar com mais de 2 kg é um desafio para quem pretende conquistar o recorde (Foto: nomarprofundo)