5   +   9   =  

Quanto mais alicates levar na pescaria, melhor! Saiba porquê

Especialista sugere ao menos três modelos diferentes que devem estar sempre presentes em sua tralha

Por Guilherme Monteiro

A hora de prepararmos a nossa tralha é também parte da nossa pescaria. Assim, desde os primeiros movimentos, já vamos vivendo as emoções de pescar. Montar e separar as coisas é o início de tudo. Uma dúvida sempre muito frequente é sobre quais e quantos alicates devemos levar junto conosco. Aqui neste caso uma regra é válida: quanto mais, melhor.

Naturalmente o que e aonde vamos pescar é fator fundamental para definirmos as prioridades e as necessidades. O que normalmente devemos ter é o de contenção, o de bico e o de corte.

Gosto de usar os alicates modelo boga grip para a contenção, um alicate de bico para o manuseio direto nas artificiais, e aí seu tamanho de acordo com o “adversário” que vou enfrentar, pois para dourados grandes, por exemplo, é necessário levar um maior e mais robusto.

Tenho preferência por usar mais compridos, sem o bico para troca de split ring para as artificiais, mantendo assim uma distância mais segura. 

Para as trocas, uso um com bico de menor tamanho. Facilita a pegada  para podermos trocar as argolas e as garateias. Tenha também algum alicate de corte, pois esse terá papel muito importante em caso de algum acidente com anzol ou garateia.

Nem sempre é possível levarmos reservas nas nossas coisas, devido ao espaço e ao peso, mas sempre é bom ter alguma alternativa, levando em consideração que é bastante comum perdermos durante o uso os alicates, pois nem sempre eles tem algum cabo que possa servir para salvá-lo em caso de descuido, ou mesmo de alguma situação inesperada.

Caso seja possível abuse da quantidade, pois é uma ferramenta indispensável a sua tralha.

Os alicates tem muita serventia durante a pescaria, por isso vale a pena ter bons modelos à disposição