5   +   7   =  

Por que usar balão na pescaria de piapara?

Recurso é indicado para transportar a isca até o ponto mais promissor

Por Alexandre Dick

Que a piapara é manhosa e que exige o máximo de concentração e silêncio para a sua pescaria todo mundo sabe. Muitas vezes elas estão ativas a cerca 150 m de distância do barco. Eis que surge a questão: como fazer para arremessar a isca a essa distância?

A técnica é simples e conta com o auxílio de um balão biodegradável, que será utilizado como veículo de transporte para o anzol e a chumbada, até o ponto desejado.

Este balão pode ser comprado em qualquer mercado, e é nada mais que um balão de festas, porém com a propriedade de ser biodegradável e não prejudicar o meio ambiente. Lembre-se deste detalhe: compre o balão, ou bexiga, biodegradável, a fim de evitar a contaminação.

A técnica consiste em encher este balão de maneira que ele suporte o peso da chumbada e não afunde. Passe então o anzol na ponta do balão, de maneira a ficar preso a ele sem furar. Solte a isca ao lado do barco e deixe a correnteza levar o balão com a isca até a distância desejada.

Depois, trave a carretilha e faça força contrária para que o anzol rompa o balão e o chumbo chegue até no fundo do rio, exatamente no ponto necessário.

Muito importante: se ventar muito, não use esta técnica. O balão pode tomar uma direção indesejada e ainda se soltar com facilidade.

Lembre-se de empregar sempre um balão biodegradável para o emprego desta técnica