4   +   2   =  

Estudantes tem aula sobre pesca predatória feita com redes

Iniciativa se deu em Paso de Los Libres, na Argentina, por iniciativa de autoridades controladoras do Meio Ambiente

Por Lielson Tiozzo

Alunos de uma escola pública de Paso de Los Libres (ARG) tiveram uma aula sobre os impactos negativos da pesca predatória feita com redes. A iniciativa contou com o apoio da Direção de Recursos Naturais de Corrientes e a presença de agentes da polícia naval.

Os materiais apresentados aos estudantes são oriundos das apreensões feitas em Corrientes. A província é banhada por dois importantes rios da Bacia do Prata: Paraná e Uruguai.

De acordo com a Direção de Recursos Naturais, o objetivo foi “criar a consciência sobre o cuidado e a preservação dos recursos de nossa província”.

Corrientes é conhecida entre os brasileiros por proporcionar a captura de grandes dourados no Rio Paraná. A espécie está protegida por lei provincial, a qual permite o transporte de apenas um exemplar por pescador licenciado, desde que ainda pague por um lacre. A proibição da pesca por conta piracema termina no dia 23 de dezembro nesta região.

Alunos foram orientados com redes apreendidas em Corrientes (Foto: Direção de Recursos Naturais/Corrientes)