10   +   8   =  

Cigarra cantou, tilápia pegou na isca artificial

Durante o Verão, a estação mais quente, o pescador pode experimentar esta pescaria fascinante

Por César Pansera

É possível pescar tilápias na artificial, durante todo o verão, com iscas de superfície e meia água, mas quando existem cigarras caindo na água, para que os peixes sentem mais vontade de se alimentar. Com a chegada do calor, as cigarras começam a cantar. Parece até mesmo aquela velha e famosa fábula infantil “A cigarra e a formiga”, onde a cigarra, que não quer trabalhar, pensa apenas em cantar.

Na verdade, ela canta nesta época para reproduzir e, por um período, acontece uma breve revoada de cigarras nas represas onde pesco. Ao tentarem atravessar a represa, algumas acabam caindo na água e ficam se debatendo na superfície. Isto é um prato cheio para as grandes e predadoras tilápias que atacam com voracidade as iscas de hélice.

Quando você encontra um barranco em que o vento encosta as cigarras na margem ou derruba elas na água, estes ataques são inevitáveis, chegando a lembrar de longe o ataque de um tucunaré.

Um dos modelos de isca mais eficientes que já usei para as tilápias é a famosa Tiny Torpedo, da Heddon. Para trabalhar esta isca, arremesse bem próximo ao barranco e recolha lentamente, fazendo a hélice da isca girar. Intercale o recolhimento com paradinhas, que podem ser um pouco longas. O peixe, muitas vezes, ataca a artificial quando esta parada.

Toques bem curtos de ponta de vara também podem ser dados entre os intervalos do recolhimento. Caso o peixe venha atrás e erre a pegada, pare a isca por alguns segundos. Geralmente, a tilápia volta a atacar de maneira certeira. Locais onde existem árvores que ficam sobre a água são excelentes pontos.

Cigarras e outros bichinhos podem cair direto na água. Se estas árvores forem frutíferas ou coqueiros, melhor ainda, pois, caso existam frutos, eles funcionam como uma ceva natural para as tilápias que concentram no local, alimentando-se dos frutos que caem na água.

Cores e cardápio variados

Outras iscas como os spinners, que trabalham girando uma lâmina na meia água, também podem capturar tilápias com sucesso. O modelo que mais uso vem com penas coloridas amarradas em sua garateia. Existem diversas cores no mercado, mas os de cor branca, verde-limão e amarelo são mortais. Entre os plugs de hélice, outras cores muito eficientes, além das escuras ou pretas, são as cromadas e a fire tiger.

Para trabalhar os spinners, basta recolher a isca de maneira contínua, fazendo girar sua lâmina. Procure alternar a velocidade de recolhimento entre um arremesso e outro para ver como o peixe está pegando.

Independentemente de spinner ou isca de superfície, utilize snap com girador para que sua isca trabalhe melhor e não prejudique a linha.

Envenenando sua hélice

Para deixar sua isca de hélice mais produtiva, pode-se usar alguns recursos como introduzir esferas de metal em seu interior (cinco esferas, que podem ser as que vêm dentro de um cartucho de espingarda). Para vedar, encaixe no furo um palito de dente. Depois corte o excesso e passe cola do tipo Araldite.

Trocar os anzóis originais por mais leves (de cor preta) farão a isca flutuar mais rapidamente. Fixar duas argolas (rings) na garateia traseira fazem o anzol ficar um pouco mais afastado da hélice. Também é possível desrrosquear um pouco o pitão para ajudar a hélice a girar mais livre.

Caso queira deixar sua isca mais escura, de cor preta, você pode pintá-la com caneta de retroprojetor.

A pescaria de tilápia com isca artificial é uma boa pedida para pescar no calor