4   +   1   =  

Nós de vento: o que são e como evitar este problema na pescaria

Os nós de vento se dão especialmente com o uso de linha multifilamento com molinetes

Com informações da Sport Fishing

Os nós de vento costumam aparecer de maneira repentina. Sempre atrapalham a pescaria, em especial se ocorrem na véspera de um arremesso promissor. Eles se dão com mais frequência com o emprego de linha multifilamento e com o uso de molinete.

Por que existem os nós de vento na linha de multifilamento? Eles se formam porque este material não possui “memória”. Ou seja, quando sai do carretel do molinete, ele fica deformado. Com o tempo, as voltas da linha no carretel ficam “folgadas” e ao arremessar, o pescador pode não perceber que a linha está enroscada na bobina. A linha presa no próprio carretel vai frear a sua saída, embolando as voltas do fio, criando um emaranhado. Então, pronto, está formado o nó de vento.

O pescador pode evitar o problema. E não precisa abandonar o molinete ou a carretilha que é mais propensa a formá-lo. Um ponto é prestar atenção no tempo de uso da linha multifilamento. As mais usadas e antigas perdem seus revestimentos e acabam deixando as tranças mais frouxas. Se a linha frequentemente acaba formando nós de vento, está na hora de trocá-la.

Mas no momento da troca, fique atento. Não encha o carretel até o limite máximo. A recomendação é ocupar até três quartos, especialmente em molinetes. Abasteça o aparelho sempre empregando pressão na linha. Em seguida, considere fazer um período de amaciamento, fazendo arremessos com pesos leves, para que a linha não fique totalmente dura e propensa ao afrouxamento repentino que provoca o problema.

Fique atento também aos passadores da vara, se eles são apropriados para o emprego de linha multifilamento. Caso contrário, o atrito provocará o desgaste nas tranças e resultará nos nós de vento.

Caso um nó de vento se forme e ele não for desmanchado facilmente, remova o pedaço de linha. O ponto danificado pode se arrebentar numa ação ou mesmo quando ocorrer um enrosco.

Os nós de vento podem ser evitados se o pescador for cuidadoso com os equipamentos