5   +   9   =  

Artificiais diferentes e eficientes para pescaria de trairão

Assista o uso dessas iscas diferentes na região do Rancho Serra do Cachimbo, no norte de Mato Grosso

No segundo vídeo da pescaria de trairão, o editor Alex Koike mostra a utilização de algumas iscas artificiais pouco convencionais, mas que foram extremamente atraentes para a espécie.

Para dar vida aos plugs, o pescador usou varas mais longas que o normalmente usados aqui no Brasil. Modelos que ajudaram a conseguir arremessos mais longos e ter uma vantagem na hora das fisgadas e trabalhar melhor o peixe.

O editor usou a Day´s da Major Craft de 6’6” e 12 a 20 lb, com carretilha de perfil baixo com velocidade de 6.3:1 porque a maioria das iscas eram trabalhadas com recolhimento contínuo. Ela foi abastecida com a linha G Soul WX8 de 55 lb e recebeu um líder de fluorcarbono Absorber de 50 lb, ambas da marca japonesa YGK.

Entre as artificiais que aparecem dessa vez, estão: Chop Cut e Cuprap da Jackall, e a Top Two da OCL. No final, também foi usada a bigbait Ponytail, que tem uma barbela mais longa.

Um detalhe interessante é que mesmo os inexperientes na pesca com iscas artificiais poderão pegar muitos peixes,  pois são iscas fáceis de serem trabalhadas. Após o lançamento o pescador deve iniciar o recolhimento contínuo com a ponta da vara voltada para o cima.  

Bom amigo pescador, chega de papo, clique no botão play abaixo e aproveite mais um material inédito com a qualidade Pesca & Companhia. Não deixe de acessar o nosso canal no YouTube, se inscrever e ativar o “sininho” para receber todas as nossas atualizações em seu e-mail.

Esta reportagem virou destaque na Edição 293. Se você quiser comprar esta revista, acesse o site: www.assineatol.com.br. Lá você pode adquirir o exemplar avulso ou ainda assinar a Pesca & Companhia.